Primeira Página

HISTÓRIA

Naquele dia 10 de Junho de 1889, um punhado de Arrudenses, cônscios da necessidade do preenchimento de uma lacuna até então existente na sua terra, decidiu juntar-se e organizar uma Corporação de Bombeiros Voluntários, ao mesmo tempo que fundou o respetivo Órgão Associativo, capaz de suportar logística e materialmente esse Corpo de Salvação Pública.

Assim nascia a Associação dos Bombeiros Voluntários de Arruda dos Vinhos.

Não terá sido uma ideia original e destes nossos antepassados, uma vez que em diversas localidades, quiçá mais necessitadas ou evoluídas, havia sido já implementada tal iniciativa, forçosamente nascida da premente necessidade dos povos em se defenderem, de uma forma sistemática e organizada, das grandes calamidades públicas, nomeadamente do grande inimigo dos centros urbanos: o fogo.

Desconhecemos se, anteriormente à data histórica de 10 de Junho de 1989, existia já algum agrupamento de pessoas que se dedicassem, de modo organizado, às tarefas de extinção de incêndios e outras tragédias do nosso concelho, que possa ser considerado percursor do actual Corpo de Bombeiros Voluntários. Pensamos, todavia, que tal agrupamento não existia, visto que era tradição, em Portugal,  os vizinhos reunirem-se, a convocação da autoridade, normalmente o Regedor da Paróquia, apenas em alturas de catástrofes publicas, ou particulares, para colaborarem, ocasionalmente, nos trabalhos de debelação dos acidentes ocorridos.

Vivia-se o último quartel do Séc. XIX e os nossos conterrâneos de então sentiam a necessidade de adaptar a sua terra às novas filosofias humanas e sociais, onde a preservação das vidas e dos bens dos seus semelhantes fossem salvaguardados de maneira mais cuidada e mais cientificamente estruturada.

A fundação da Associação dos Bombeiros Voluntários de Arruda dos Vinhos surge, assim, como obra de relevante interesse social no contexto local em que se encontra inserida.

E que belos exemplos de altruísmo, espírito de iniciativa e de solidariedade humana nos legaram esses homens, cujos nomes infelizmente não conhecemos, mas que perduram como pioneiros de uma obra tão cheia de generosidade, quanto socialmente meritória!

 Copyright © BV-ARRUDA.pt 2017

Desenvolvido por Optimeios